Temos Horários flexíveis e estendido das 06:45h as 18:30h

Criatividade infantil: o segredo é deixar a criança brincar

criatividade das crianças não tem fim! Ou será que tem? A resposta é fácil: basta você pensar em si mesmo. Qual foi o momento em que você deixou de ter uma imaginação fértil, livre, cheia de cores e possibilidades? Quando começou a se incomodar por tomar chuva ou a não ter tempo para fazer pequenas coisas que te deixam feliz? Infelizmente, toda aquela curiosidade que tínhamos quando crianças se transformam com o tempo – e com a vida real. E parece que, em parte, perdemos um pouco da alegria de viver.

Esse é o tema do curta-metragem Alike , que mostra como a criatividade das crianças vai lentamente desaparecendo ao adquirirem responsabilidades, receberem uma educação formal e se alimentarem com doses diárias de “vida adulta”. Sem querer, os adultos vão minando a criatividade da criança ao censurar seu comportamento e criticá-la, o que provoca baixa auto-estima, insegurança, medo de se expor. Assim como no curta-metragem, que é cativante, fofo e objetivo, tiramos a cor, a diversão, a curiosidade e a possibilidade de sonhar do dia a dia da criança – e fincamos seus pés no chão.

Para a psicopedagoga Irene Maluf, da Associação Brasileira de Psicopedagogia, a maneira mais importante de cultivar a criatividade de uma criança é deixá-la brincar, brincar e brincar: “Crianças que brincam pouco durante a primeira infância revelam problemas de alfabetização e aprendizagem em geral, pois permanecem imaturas por não terem desenvolvido habilidades iniciais básicas”.

A ideia é que pai e mãe participem dessas brincadeiras também e façam atividades em família: leiam junto com a criança, montem peças de teatro, dancem pela casa e, sempre que possível, fujam da rotina – ainda que apenas na imaginação! Que tal sugerirem à criança que acampem na sala de casa esta noite? “Os adultos precisam entender que o cérebro da criança precisa brincar assim como precisa de oxigênio e alimento. Como pais, devemos proporcionar ambientes emocionalmente saudáveis, amorosos, ricos em estímulos e seguros, que permitam brincadeiras exploratórias, despertem a curiosidade e o desejo de criar e modificar. É isso que deixa o cérebro cada vez mais plástico e propenso a aprender”, diz Irene. “Uma criança que é estimulada a usar sua imaginação se torna um adulto mais seguro na tomada de decisões, com maior senso criativo na resolução de problemas”, completa.

(fonte:https://revistacrescer.globo.com/Criancas/Desenvolvimento/noticia/2017/03/criatividade-infantil-o-segredo-e-deixar-crianca-brincar.html)

Criatividade infantil: o segredo é deixar a criança brincar - Lápis Magico

Vamos
aprender
brincando?